Tutorial Instalação Highlander II (Expert Mode)

Seguindo o tutorial anterior, uma instalação mais complexa…

tutorial_instalacaohighlander2_01

Nesse exemplo temos um violão que funciona com cordas de aço, podemos perceber nesta foto que já temos problemas além da instalação para solucionar. O rastilho muito alto e um sulco de cavalete largo demais para suportar a tensão das cordas e manter o rastilho no lugar.

tutorial_instalacaohighlander2_02

Na desmontagem o que muito me surpreendeu foram as tentativas frustradas de outros profissionais para instalar sistemas, fiquei sentido pelos tantos investimentos do artista que trouxe o instrumento, no primeiro momento temos a instalação frustrada de um pickup Fishman, e abaixo deste uma outra dificuldade para instalação do Highlander, havia também uma antiga instalação de RMC.

tutorial_instalacaohighlander2_03

Precisei bolar um outro meio de contornar essa dificuldade, mais uma noite mal dormida, precisamos fazer um fundo de apoio para que os furos da passagem dos fios do RMC não afetem o equilíbrio das cordas no funcionamento do Highlander.

tutorial_instalacaohighlander2_04

Nesta peça fizemos exatamente o que seria feito diretamente no cavalete, o sulco que acomodara o captador.

tutorial_instalacaohighlander2_05

Sulco visto em detalhe.

tutorial_instalacaohighlander2_06

Remoção em esquadro do sulco.

tutorial_instalacaohighlander2_07

Sulco removido!

tutorial_instalacaohighlander2_08

Sulco instalado

tutorial_instalacaohighlander2_09

Captador acomodado podemos finalizar com o rastilho e regulagem. Ufa!

tutorial_instalacaohighlander2_10

A grande emoção é ao ligar essa peça ainda bruta e termo o resultado sonoro alem das expectativas, dá um arrepio de satisfação.

tutorial_instalacaohighlander2_11

Regulagem de melhor desempenho de oitavas usando o Peterson para nos guiar.

tutorial_instalacaohighlander2_12

Confortavelmente o instrumento pronto acomodado para o show!

 

2017-07-25T03:21:40+00:00

About the Author:

Natural do Rio de Janeiro, Rodrigo Nahar iniciou seu contato com a música por volta dos 15 anos de idade, direcionando desde cedo sua trajetória no mundo das artes. Aos 17, conheceu a Wood Instrumentos Musicais, espaço onde se integrou como aprendiz fazendo parte de uma equipe especializada. Teve, desde o início, um contato imediato com todas as grandes marcas, onde inicialmente especializou seu conhecimento na complexidade elétrica dos instrumentos. O que lhe proporciona, hoje, desenvoltura nos mistérios do universo elétrico dos instrumentos de corda. Foram 12 anos de convivência – não só com manutenção – como também produção de instrumentos novos.